SEITAN a carne natural que substitue a carne animal

 

CARNE BOVINA

Cientificamente está comprovado que a pessoa que ingere regularmente produtos de origem animal, são mais suscetíveis de contrair câncer de cólon, estômago, boca, faringe, mama, pâncreas entre outros.

A carne vermelha em especial só perde para o cigarro em causa mortes sendo que 35% dos óbitos causados por câncer, deve-se ao consumo de produtos carneos.

Na criação do gado a engorda, o crescimento rápido e a agilização no tempo para abate geram maior lucratividade.

Por esses motivos são utilizados métodos totalmente artificiais como: o uso de arsênico, asteróides, anfetaminas, tranqüilizantes, antibióticos, hormônios e inúmeras outras drogas.

Como conseqüência à carne, o leite e os ovos, mesmo os disponíveis para consumo, podem conter partículas destas substâncias mencionadas.

O meio ambiente também está sendo afetado em função da necessidade constante de novos pastos para a criação, sendo que atualmente o gado é responsável por cerca de 30% dos desmatamentos das florestas equatoriais.

Além de ser uma atividade com alto teor de poluição do solo agricultável, ainda exaure as fontes de recursos hídricos. Nos Estados Unidos mais de 50% da água do País é consumida com a criação dos animais, Isto tudo dentro de um contexto, onde se apregoa a falta de água para um futuro próximo.

Consideremos ainda, as condições desumanas em que vivem os animais, mantidos confinados em instalações inadequadas com superlotação, tratados de maneira inescrupulosa, muitas vezes com mutilações.

Nos abatedouros brasileiros, são mortos diariamente em torno de onze (11) milhões de animais de inúmeras espécies. Situação grotesca e degradante essa em que vivemos.

ALGUMAS FRASES ILUSTRES

"Que horror é meter entranhas em entranhas, engordar um corpo com outro, viver da morte de seres vivos." - Pitágoras

"Deveríamos ser capazes de recusar-nos a viver se o preço da vida é a tortura de seres sensíveis.

Mahatma Gandhi

"Sinto que o progresso espiritual requer, em uma determinada etapa, que paremos de matar nossos companheiros os animais, para a satisfação de nossos desejos corpóreos." - Mahatma Gandhi.

"Enquanto o homem continuar a ser o destruidor dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor." - Pitágoras

"Tempo virá em que os seres humanos se contentarão com uma alimentação natural e julgarão a matança de um animal inocente como hoje se julga o assassino de um homem." - Leonardo da Vinci

"Não há diferenças fundamentais entre os homens e os animais nas suas faculdades mentais(...) os animais assim como os homens sentem dor, prazer, felicidade e sofrimento." - Charles Darwin

"O que não concebo é degolar um cabrito, asfixiar uma pomba, cortar a nuca de uma galinha, ou dar punhadas em um porco, para que eu coma seus restos. Não é por uma questão de química biológica o motivo de eu me ter passado para as fileiras do ovo-lacto-vegetarianismo, mas pelo imperativo moral de que minha vida não seja mantida às custas da vida de outros seres." - Dr. Eduardo Afonso – médico naturalista espanhol

 

SEITAN OU CARNE DE GLÚTEN

Antes de falarmos sobre o seitan a carne propriamente dita, vamos falar inicialmente sobre o glúten que tem sido objeto de preocupação por parte de muitos.

Devido à lei governamental de n* 8.543 de 23/12/1992 a qual exige que se mencione no rótulo de todos os produtos a expressão “contém glúten" ou “não contém glúten”.

O porque disso é o que procuraremos esclarecer em seguida: O glúten é uma proteína presente no trigo, cevada, aveia, centeio, malte, paianço e em todos os derivados como a farinha, os farelos o germe do trigo etc.

Sua formação ocorre, quando se adiciona água á farinha, e a “gliadina e a glutemina” se aglomeram formando a massa. A medida que a massa é trabalhada o glúten confere elasticidade, plasticidade e adesividade, permitindo o crescimento do pão, sua maciez e textura.

Exceções feitas a farinha de milho, arroz, batata, mandioca, amido da soja, de batata e o fubá, que não apresentam estas propriedades, por não conterem um dos componentes que formam o glúten.

A obrigatoriedade de se informar no rótulo dos alimentos à presença do glúten, deve-se ao fato de diversas pessoas serem sensíveis a esta proteína, sensibilidade essa conhecida como “Doença Celíaca”.

seus sintomas principais são: vômitos, diarréias, distensão abdominal e dificuldades na absorção de nutrientes pelo organismo, essa doença é incurável, após constatação médica a pessoa deve seguir critérios médicos rigorosos, e conhecer a fundo os alimentos que contém o glúten.

A pessoa intolerante ao glúten, deve evitar produtos como: pães, biscoitos, bolos, massas, salsichas, hambúrgueres, salgadinhos, leite, malte e outros produtos que contenham farinha de trigo, cevada, aveia e centeio. O importante é estar sempre atento ao rótulo dos alimentos que for consumir.

Assim como há pessoas que não toleram o glúten, existem também pessoas que não toleram o leite, e outras que se abstém de vários tipos de alimentos em função de doenças detectadas.

Portanto esse fato não deve se constituir em tabus para as pessoas em geral, exceção daquelas que tem confirmação médica da existência da doença.

As pessoas que não apresentam esse tipo de doença podem consumir tranqüilamente produtos contendo glúten.

Após as explicações do glúten e suas implicações, vamos agora nos ater sobre o uso do Seitan a chamada carne de glúten propriamente dita.

O Seitan é considerado um excelente substituto da carne animal, derivado de uma proteína de trigo chamada glúten.

Trata-se de um alimento antigo possivelmente oriundo da Índia ou da China, ótimo substituto da carne, não só a nível protéico mas, também, devido à facilidade de preparação culinária. Pode-se grelhar, empanar, usar como bifes, em espetinhos ou como assados.

É um alimento que pode ser encontrado em lojas de produtos naturais é produzido a partir da preparação da farinha de trigo eliminando-se o amido, é rico em fibras e sais minerais além da proteína seu aspecto assemelha-se ao da carne animal.




AS DICAS,TRATAMENTOS E ORIENTAÇÕES CONSTANTES DESTE SITE, EM HIPÓTESE ALGUMA SUBSTITUEM NEM DISPENSAM AS CONSULTAS PERIÓDICAS AO MÉDICO.